Nessa semana chamamos o Maestro Marquinhos para um bate-papo super descontraído, sobre a história desta figura que já esteve à frente de corporações de importância histórica para a música marcial, a Bandas Marcial Noé de Azevedo e a Banda Marcial do Colégio Progresso.

Em 2018, Marquinho ganhou a Batuta de Ouro, premiação máxima do concurso realizado pela Orquestra Sinfônica Nacional do Paraguai e a Escola de Orquestra e Banda “Maestro Navarro Lara” da Espanha. Uma premiação distintiva, que colocou o convidado dessa semana em destaque na música instrumental da América Latina.

No programa conversamos sobre o principal período de trabalho do Marquinhos, entre 1990 e 2000, que mudaram definitivamente o estilo e a sonoridade da música marcial brasileira.

Marquinhos também comenta sobre sua participação nos concursos de bandas e fanfarras atualmente, mas dessa vez como avaliador. Ele destaca as melhorias necessárias para a saúde do meio marcial e a necessidade de profissionalização das atividades no meio.

O Em frente. Marche! já recebeu um outro ilustre maestro. No episódio 8, conversamos com o Maestro Rogério Geneole, à frente da Banda Marcial Lyra Santana de Parnaíba.

Não deixe de conferir!

Siga-nos nas redes sociais

Facebook: https://www.facebook.com/emfrentemarche/

Instagram: https://www.instagram.com/emfrentemarche/?hl=pt-br

COMPARTILHAR