Hoje trago uma lista de 10 solistas que tocam os instrumentos do “Low Brass”. Não vou colocar uma ordem do melhor ou do pior. São 10 pessoas que tocam muito, que são importantes para seus instrumentos, que abriram portas para que os instrumentos graves também fossem reconhecidos como importantes.

Veja também: último post da série “como treinar seu instrumento”

Carlos Freitas – Trombone

Não temos no Brasil a tradição de músicos solistas, mas se tem alguém que faz isso com excelência, este é Carlos Freitas. Excelente trombonista e professor, já gravou um disco apenas com peças para trombone solista e com muita garra, promove nosso instrumento e sua metodologia de ensino. É dono de uma musicalidade absurda e um som maravilhoso!

Arnold Jacobs – Tuba

Americano e tubista da Orquestra Sinfônica de Chicago durante grande parte de sua vida, Jacobs também tem excelentes trabalhos como solista. Reconhecido até hoje como grande professor da área de metais, também foi especialista em técnicas de respiração.

Alain Trudel – Trombone

Particularmente, o som de trombone que mais gosto. Foi aquele músico que ouvi para buscar uma sonoridade parecida, antes de buscar meu próprio som. Este canadense é dono de um som aveludado e musical. Dentre as peças que mais comprovam esta sonoridade, está o Romance, de Carl Maria Von Weber:

Brian Bowman – Eufônio

Um dos grandes solistas do instrumento, o americano Brian Bowman é um grande virtuose. É uma das grandes referências no instrumento, tem discos gravados e assina uma linha de bocais específicas para o Eufônio.

Luiz Ricardo Serralheiro – Tuba

Quando entrei para a Fanfarra do Sion, uma das primeiras coisas que vi foi ele tocando a peça Czardas com um sousaphone de pisto e gatilho. Pois é, se você acha esta música difícil, ele fez isso em um instrumento de fanfarra. Músico da Orquestra do Teatro municipal de São Paulo, além de grande virtuose ele também é professor da Emesp e Escola Municipal de Música de São Paulo.

 

Christian Lindberg – Trombone

Chirstian Lindberg é o astro do trombone mundial. Sua virtuosidade faz qualquer músico babar quando o escuta. E não somente a sua virtuosidade, mas também a sua performance. Qualquer música vira um show quando toca. Provavelmente o trombonista que mais gravou discos, é fácil encontrar as peças de trombone com a sua interpretação.

Steven Mead – Eufônio

O que Chistian Lindberg é para o trombone, Steven Mead é para o Eufônio. Dono de uma técnica apurada, ele é um showman. Com vários discos gravados, é com certeza um dos grandes nomes do instrumento no mundo.

 

Joseph Alessi – Trombone

Se você gosta da perfeição das orquestras, o primeiro trombone da Orquestra Filarmônica de Nova Iorque é o que melhor consegue levar este estilo para o campo dos instrumentos solistas. Com um som grande, sustentado e afinação perfeita, Joe Alessi elevou o patamar das performances solistas.

Roger Bobo – Tuba

O americano Roger Bobo é daqueles que abriram as portas para que o mundo conhece seu instrumento. Além de discos importantíssimos que gravou. Também é considerado o primeiro a dar um recital de tuba solo no Carnegie Hall. Além de professor, desde 2001 atua também como Maestro.

Ricardo Camargo – Eufônio

Com certeza o som mais bonito que eu já ouvi. Não estou falando apenas do Eufônio, digo de instrumentos no geral. Brasileiro, foi músico da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, músico convidado da Osesp e hoje é músico da Banda Sinfônica do Exército. Atua também como solista. Ouçam porque vale a pena!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here