Nessa semana convidamos duas feras do improviso para um papo super descontraído sobre improvisação, o Gabriel (@gabsnogueira_) e o Vitor (vitinho_trp) da BAMASCS. Vocês devem conhece-los dos solos na música de entrada da banda. Eles nos ajudam a responder a pergunta: será que quem sabe faz ao vivo?

Siga-nos nas redes sociais

Facebook: https://www.facebook.com/emfrentemarche/

Instagram: https://www.instagram.com/emfrentemarche/?hl=pt-br

Estas foram as referências mencionadas no episódio, vale a pena conferir.

Nos trompetes estão:

Roy Hargrove

Roy Anthony Hargrove era um trompetista de jazz americano. Ele ganhou uma atenção mundial depois de ganhar dois Grammy Awards por diferentes tipos de música em 1997 e 2002. Hargrove tocou principalmente no estilo hard bop na maioria de seus álbuns, principalmente tocando jazz nos álbuns dos anos 90.

Hargrove foi o líder do grupo progressivo RH Factor, que combinava elementos de jazz, funk, hip-hop, soul e música gospel. Seus membros incluem Chalmers “Spanky” Alford, Pino Palladino, James Poyser, Jonathan Batiste e Bernard Wright. Seu gerente de longa data era Larry Clothier. Saiba mais.

Wynton Marsalis

Wynton Learson Marsalis é um trompetista e compositor estadunidense. Conhecido pela sua sisudez e seriedade ao tratar a música, é um músico polêmico. Diretor do Jazz at Lincoln Center em Nova Iorque, é considerado por muitos apreciadores do Jazz como um “embaixador da música americana” pelo seu profundo respeito e divulgação das tradições musicais.

Começou na música muito cedo, tendo manifestado profundo interesse pelo jazz e pela música erudita. É considerado um dos maiores “virtuoses” do trompete atualmente. A lista de músicos com os quais já colaborou inclui Dizzy Gillespie, Arturo Sandoval, Herbie Hancock, Jack DeJohnette, Bobby McFerrin, entre outros.

Recebeu o Prémio Pulitzer de Música em 1997 por Blood on the Fields, oratorio e a Medalha Nacional de Humanidades, da Casa Branca, em 2016.

Clifford Brown

Clifford Brown foi outro bilhante trompetista de jazz estadunidense. Foi descoberto pelo ator, músico e entusiasta de jazz Robert Lowery. Fez carreira e teve o seu próprio grupo na Filadélfia por uns tempos, e posteriormente juntou-se ao combo de Chris Powell e depois a Tadd Dameron em Atlantic City. Em 1954, ganhou o prémio da crítica Down Beat como a nova estrela do ano. Mudando-se para a Califórnia, formou uma aliança com Max Roach, a qual durou até à sua morte prematura, em 26 de Junho de 1956, a praticamente 4 meses do seu 26º aniversário.

George Duke

George M. Duke foi um tecladista, compositor, cantor, compositor e produtor musical americano. Ele trabalhou com vários artistas como arranjador, diretor musical, escritor e co-roteirista, produtor musical e como professor de música. Ele primeiro fez seu nome com o álbum “The Jean-Luc Ponty Experience” com o George Duke Trio. Ele era conhecido principalmente por trinta e poucos álbuns solo, dos quais “A Brazilian Love Affair” de 1979 foi o mais popular, bem como por suas colaborações com outros músicos, particularmente Frank Zappa.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here