Retro microphone and notebook computer, live webcast on air concept

Assim como a TV, o rádio e o jornal, o podcast é uma mídia de transmissão de informações, porém a origem da mídia podcast é muito recente e ainda está em seu processo de crescimento, principalmente no Brasil, onde atinge poucas pessoas.

Explicação simples: O podcast é como um programa de rádio, porém sua diferença e vantagem primordial é o conteúdo sob demanda. Você pode ouvir o que quiser, na hora que bem entender. Basta acessar e clicar no play ou baixar o episódio.

Explicação mais completa: O podcast é um conteúdo de mídia (geralmente áudio) transmitido via RSS. Você pode usar agregadores como iTunes ou Ziepod para PCs, BeyondPod ou PodStore para Android, Wecast ou o nativo Podcasts para iOS e mais uma infinidade de aplicativos para todas as plataformas (Agregadores de Podcasts).

Temas: Os temas são os mais abrangentes possíveis. Cinema, TV, Literatura, Ciências, Profissionais, Política, Notícias, Games, Culturais, Religiosos, Educacionais, Humorísticos, Musicais, Esportivos… Ufa! E Tem muito mais.

Como Ouvir Podcast

Via site: Abra o post do episódio, clique no player e ouça automaticamente.

Via Feed: Instale um agregador de podcast em seu computador ou smartphone, cadastre o feed (disponível facilmente nos sites dos podcasts) e ouça através do agregador.

História do PodCast

Ben Hammersley, em fevereiro de 2004, ponderou sobre como a popularização de MP3 Players, softwares de produção de áudio baratos e blogs devidamente estabilizados na internet somavam todos os ingredientes para uma explosão de produção de rádios amadoras.

Então ele pensou: Como chamar isso?

Audioblog? Mídia de Guerrilha? Ou talvez Podcasting?

Podcasting seria uma junção das palavras Broadcasting, método de transmissão, mais o sufixo de iPod, principal MP3 player da época.

Christopher Lydon, ex-joranlista do New York Times, no mesmo artigo, disse que seria uma aproximação para um tipo diferente de rádio, porém que deveria ser pensado como um novo tipo de mídia.

Graças a internet, seria uma via de mão dupla onde você teria uma grande quantidade de feedback, afirmou Jonatha Korzen, funcionário da Audible.com, primeira empresa especializada em distribuição de áudio na internet. Ele continua falando que essa mídia liberta os ouvintes de tempo e lugar permitindo-lhes que ouçam os programas a qualquer hora e em qualquer lugar.

Dentre várias coisas como enfrentar grandes mídias, questões de regulamentação, formatos de áudio ideais etc. Confira o artigo original no jornal The Guardian: Revolução Audível.

Particularmente achei muito legal encontrar esse artigo onde tudo começou e fazer uma reflexão sobre o que aconteceu de lá pra cá. Recomendamos a leitura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here